logo-ventiur

Menu

O Amor é Simples passa a compor o portfólio da Ventiur

Startup é acelerada e investida pelo grupo de investidores Alpha One

  Com a missão de vender vestidos de noiva a preços justos, O Amor é Simples é pioneira no mercado de casamentos do país. Após operar por dois anos e ver seu crescimento dobrar no primeiro semestre de 2016, a marca passa a compor o portfólio da Ventiur.

  O Amor é Simples foi uma das mais de 50 startups inscritas na campanha Procuramos sua startup para investir! da Ventiur, e após se apresentar no PITCH #1 e se reapresentar no PITCH #4 foi selecionada (para ser acelerada e investida) pelo grupo de investidores da aceleradora. Neste processo, a startup receberá a mentoria da presidente do BADESUL, Susasa Kakuta. Na semana passada, o grupo Alpha One anunciou o investimento em sua primeira startup, confira aqui.

 

 lais_ribeiro__do_o_amor_e_simples__credito_arquivo_pessoal-545546

Sobre O Amor é Simples

 A partir de um problema em comum, as amigas Janaína Pasin, Laís Ribeiro e Natalia Pegoraro perceberam que havia um grande público feminino que buscava, assim como elas, vestidos de noiva não tradicionais. Foi então que o projeto o Amor é Simples nasceu como uma solução, com o propósito de atender a esse nicho de consumidoras.

  Desde 2014, o e-commerce tem se destacado por oferecer vestidos bonitos, elegantes, com modelagens simples a preços justos. A iniciativa tem foco na simplicidade, além de incentivar a mão de obra brasileira e a produção artesanal.

  Os modelos são pensados para atender às mais variadas cerimônias de casamento: do campo à praia, passando pelo cartório até celebrações convencionais. No site, os valores vão de R$ 309,90 a R$ 1.229,90 e a produção é sob demanda.

Compartilhamos propósitos
e resultados

Ventiur
Importantes
Fale Conosco

Email: contato@ventiur.net
Av. Unisinos, 950 / Sala 101
Tecnosinos – Unitec I
São Leopoldo/RS

© Copyright Ventiur – 2021 | Todos os direitos reservados

Aclamadas pela comunidade científica, as Deep Techs estão sob o mesmo guarda-chuva de empresas criadas a partir de disrupções em áreas como biotecnologia, engenharia e arquitetura de dados, genética, matemática, ciência da computação, robótica, química, física e tecnologias mais sofisticadas e profundas. São startups que propõem inovações significativas para enfrentar grandes problemas que afetam o mundo.

 

Por mais que tentar chegar a uma definição possa parecer um exercício bastante ousado, quando falamos de uma área de tamanho conhecimento e aplicação, negócios que se enquadram dentro deste conceito, tratamos de soluções com alto valor agregado, que irão impactar positivamente não só um grupo determinado específico de pessoas, mas que podem mudar o mundo.

 

Para fomentar ainda mais o setor e auxiliar nesse crescimento, o Delta Capital abriu inscrições para selecionar Deep Techs. A chamada inicia dia 22/11 e vai até 10/12, não perca tempo e inscreva-se aqui!

 

 Em breve conheceremos as iniciativas selecionadas.