Por Gabriel Rymsza

Um dos grandes desafios para uma startup é vender seu produto ou serviço. É comum ver ideias de negócios super estruturadas, empreendedores altamente engajados na criação de seus MVP’s, planos de negócio e validação do produto ou serviço mas que, quando se trata da elaboração de um plano de marketing, carece em planejamento estratégico e tático. Sabemos que muitas vezes a verba destinada às ações de marketing e venda dos produtos/serviços é limitada, mas é justamente aí que entra a importância de um bom planejamento focado em ações pontuais e mensuráveis que tragam retorno para a startup.

Então, como montar um plano de marketing digital focado em performance, que caiba no orçamento da empresa e ainda otimize o retorno sobre o investimento? Abaixo apresento cinco passos para planejar, desenvolver e mensurar resultados em marketing digital:

 

artigogabriel

 

#PASSO 1: Compreensão dos contextos.

O primeiro passo é essencial para um bom plano de marketing, pois tem como objetivo entender todos os contextos envolvidos, como mercado, produto e público. Aqui é importante entender que tipos de problemas, anseios e necessidades do público o produto ou serviço busca atender. Basicamente as perguntas que devem ser respondidas aqui são: quem é o meu público, por que ele precisa do meu produto e/ou serviço, em que contextos ele busca o meu produto e/ou serviço e por que eu sou a melhor escolha para ele. Como estamos montando um plano de marketing digital, é importante que estas perguntas sejam respondidas levando em consideração o comportamento online do público.

 

#PASSO 2: Concepção estratégica

Entendido os contextos, é hora de criar objetivos e metas. Onde quero chegar com a ajuda de um plano de marketing digital? Para ajudar, pense no resultado. Qual o resultado esperado para a empresa com a ajuda do plano de marketing digital? Aumentar as vendas em 20%? 20% é quanto em Reais? E esse valor em Reais pode ser alcançado com quantas vendas, partindo de um ticket médio? Ok, chegamos na nossa meta: vender um número x de produtos. Por que isso é importante? Porque a partir de agora, todas nossas ações serão exclusivamente focadas em atingir essa meta.

Importante: as metas devem ser realistas, claras e mensuráveis!

 


 

LEIA TAMBÉM ESSES ASSUNTOS RELACIONADOS:

INSCRIÇÕES RELÂMPAGO ABERTAS PARA STARTUPS

QUAIS SÃO OS CUIDADOS JURÍDICOS PARA INICIAR SUA STARTUP?

APRESENTAR BEM SUA EMPRESA FAZ TODA DIFERENÇA

DESIGN THINKING E AS VANTAGENS DE USAR DA METODOLOGIA

SAIBA COMO ENTENDER MAIS SOBRE BIG DATA

ENTENDA MAIS SOBRE MARKETING DE CONTEÚDO

 


#PASSO 3: Plano tático.

Já sabemos onde queremos chegar. Agora é o momento de definir como chegaremos lá. Que tipo de ações serão feitas? Qual o cronograma destas ações? Para cada meta específica, deve-se ter uma ou mais ações que visem atingi-la. Estas ações devem ser criadas com cronogramas seguidos à risca. Aqui poderemos ter ações em redes sociais, e-mail marketing, anúncios no Google e portais relacionados ao nosso negócio, etc. Lembre-se dos contextos em que o público está para, então, pensar nas ações.

artigogabriel

 

#PASSO 4: Definição das métricas.

Ações criadas, é hora de definir quais métricas são realmente importantes para avaliar a performance do plano. Métricas são sistemas de mensuração que quantificam um comportamento e ajudam a medir e avaliar o desempenho das ações. Exemplos de métricas: visitas ao site, visualização da páginas dos produtos, cliques no anúncio, aberturas de e-mail, compras no site, pedidos online, etc. Existem muitas métricas relacionadas às ações em marketing digital, mas o objetivo aqui é escolher as que realmente interessam, sempre relacionadas às metas definidas no passo 2 e às ações do passo 3.

 

Sophiq_Plan_do_check_act_xl

#PASSO 5: Análise e mensuração.

O último passo é o que vai apresentar a performance do nosso plano de marketing digital. É importante que todas as métricas definidas no passo anterior sejam constantemente analisadas, exigindo disciplina por parte dos envolvidos. Aqui o objetivo não é apenas analisar ao final do processo se o plano teve êxito ou não, mas sim acompanhar o desempenho durante o processo, a fim de ajustar possíveis falhas, melhorar os resultados e identificar insights e oportunidades. Este fluxo é contínuo, por isso costumo aplicar o método PDCA: Plan, Do, Check, Act.

 Seguindo os cinco passos com dedicação e empenho, é possível planejar e desenvolver um bom plano de marketing digital, mensurando seus resultados e otimizando o investimento. Agora, o próximo passo é: #gohard!

 

DICAS DE FERRAMENTAS:

 

Gostou do artigo? Sugira novos conteúdos, mande um e-mail para priscilla@ventiur.net.

 

   GABRIEL RYMSZA | PUBLICITÁRIO

Bacharel em Comunicação Social – habilitação em Publicidade e Propaganda com ênfase em Marketing, pós-graduado em Marketing Digital. Atualmente é gerente de negócios e planejamento na Kyoodai Agência de Comunicação, sócio-proprietário do clube de assinaturas O Bolicheiro e professor nos cursos de comunicação social da UniRitter.

Av. Unisinos, 950 Sala 101
Tecnosinos – Unitec I
CEP 93022-000
São Leopoldo/RS

contato@ventiur.net