Programa seleciona 10 startups brasileiras para evento na Alemanha

Share on linkedin
Share on facebook

Fonte: IGNOW

Missão de uma semana acontecerá durante a Berlin Web Week. Interessadas têm até o dia 29 de janeiro para se inscreverem

O projeto berlim.co abriu seleção para startups brasileiras que queiram participar de missão durante a Berlin Web Week, festival de tendências da indústria digital que acontece em junho na capital alemã.

A missão de uma semana levará as selecionadas para conhecer empresas de destaque no cenário mundial, como a Soundcloud, espaços de coworking e centros de inovação.

stalemanha

Segundo a organização, a Berlin Web Week também contará com um evento oficial para discutir o mercado de internet brasileiro e apresentar os empreendedores participantes.

A primeira missão foi realizada em novembro de 2015 e levou as startups Dujour, Reminds, Izie e Astro Solar para Berlim.
Para esta segunda edição, dez empresas serão selecionadas em um processo com duas etapas: após uma inscrição inicial, será feita uma pré-seleção e a equipe da berlim.co entrará em contato com as empresas para mais informações. Interessadas têm até o dia 29 de janeiro para se inscreverem para a primeira rodada de seleção.

O ecossistema de startups de Berlim tem proporcionado a criação e amadurecimento de empresas como Jamba, Number26 e Soundcloud. Em 2015, a Microsoft adquiriu a 6Wunderkinder, criadora do aplicativo Wunderlist e só no primeiro semestre do ano passado, as startups da capital levantaram mais de 1,5 bilhão de dólares em investimentos.
A missão conta com apoio da Berlin Partner, empresa público-privada que auxilia companhias estrangeiras a se estabelecerem na capital alemã.

Compartilhamos propósitos
e resultados

Ventiur
Importantes
Fale Conosco

Email: contato@ventiur.net
Av. Unisinos, 950 / Sala 101
Tecnosinos – Unitec I
São Leopoldo/RS

© Copyright Ventiur – 2021 | Todos os direitos reservados

Aclamadas pela comunidade científica, as Deep Techs estão sob o mesmo guarda-chuva de empresas criadas a partir de disrupções em áreas como biotecnologia, engenharia e arquitetura de dados, genética, matemática, ciência da computação, robótica, química, física e tecnologias mais sofisticadas e profundas. São startups que propõem inovações significativas para enfrentar grandes problemas que afetam o mundo.

 

Por mais que tentar chegar a uma definição possa parecer um exercício bastante ousado, quando falamos de uma área de tamanho conhecimento e aplicação, negócios que se enquadram dentro deste conceito, tratamos de soluções com alto valor agregado, que irão impactar positivamente não só um grupo determinado específico de pessoas, mas que podem mudar o mundo.

 

Para fomentar ainda mais o setor e auxiliar nesse crescimento, o Delta Capital abriu inscrições para selecionar Deep Techs. A chamada inicia dia 22/11 e vai até 10/12, não perca tempo e inscreva-se aqui!

 

 Em breve conheceremos as iniciativas selecionadas.