Pix Mídia fortalece comunicação corporativa

Share on linkedin
Share on facebook

 

Startup acelerada pela VENTIUR planeja sua expansão para 2021

 

Contribuir para a melhoria na comunicação interna das empresas e organizações. Esse é o objetivo da plataforma iMídiaTV – gerenciador de TV corporativa criado pela startup Pix Mídia e que já é utilizado em mais de quatro mil telas corporativas em empresas de todo o País.

E para 2021 a empresa planeja sua expansão. “Queremos ampliar ainda mais o número de telas de TV para o próximo ano”, ressalta o CEO, Renan Kreling. Ele revela que a Pix Mídia se prepara para receber um novo aporte de investimentos, o qual irá possibilitar o aumento das suas estratégias de marketing e vendas. A empresa está buscando, via fundos de captação, investimentos no valor de R$ 1 milhão. Até o momento três fundos já confirmaram o aporte.

Kreling ressalta que este será o segundo aporte financeiro que a empresa irá receber. “Fomos muito cautelosos desde o início, tanto que até hoje só fizemos apenas uma captação de R$ 100 mil. Nos preocupamos em desenvolver o produto, com foco no aprimoramento da solução e a validação no mercado antes de pegarmos novos investimentos”, enfatiza. A primeira captação ocorreu justamente por meio da VENTIUR em 2018, o que possibilitou à empresa estruturar seu negócio e prospectar novos clientes, consolidando seu modelo atual de negócio. 

Sobre o destino dos novos recursos, Kreling revela que a intenção da empresa é consolidar o time de desenvolvimento, como forma de melhorar o produto atual. A partir daí o foco será na estruturação do time de vendas e marketing, como forma de alcançar novos mercados. “Queremos chegar a mil clientes em 24 meses”, revela o CEO. Dentre as ações previstas para que a empresa alcance seus objetivos está o desenvolvimento de novas funcionalidades e uma nova solução dentro do seu segmento.

Nova ferramenta tem foco na comunicação e gestão de times remotos

A partir da escuta de mercado, a empresa entendeu que era necessário entregar novas soluções para um mercado que está em constante transformação. Em meio a esse trabalho, a Pix percebeu que precisava ampliar a solução a partir das novas demandas recebidas, dentre elas a necessidade de atender o também público das empresas que estão em home office. 

Segundo dados do IBGE, até setembro, o Brasil tinha mais de oito milhões de pessoas trabalhando de forma remota – apenas o setor privado representa 9,6% desses trabalhadores. Com isso, começou a ser desenvolvida no segundo semestre de 2020 uma ferramenta de comunicação e gerenciamento de times remotos. Esse software integra outras soluções de e-mail e agendas corporativas, proporcionando ao usuário que tenha o acesso mais rápido e prático às suas atividades rotineiras. O produto está em versão de testes desde dezembro passado e entrará em comercialização a partir de fevereiro de 2021.

Conforme o CEO, neste primeiro momento a solução estará rodando apenas em alguns poucos clientes que já fazem parte da base da carteira da Pix Mídia, como forma de buscar a validação do produto antes de apresentá-lo em definitivo ao mercado. No entanto, ele projeta que até o início do próximo ano a ferramenta já deve ser lançada em escala comercial. “Queremos entregar a solução ideal para o cliente e por isso estamos buscando primeiro sua validação”, enfatiza.

Após impacto inicial, empresa registra crescimento na pandemia

O CEO lembra que assim como em outras dezenas de milhares de empresas no País, a pandemia da Covid 19, impactou severamente o negócio da Pix Mídia – o setor de serviços foi o justamente o mais atingido. Dados do IBGE indicam que 47% das empresas desse segmento declaram perdas em virtude do coronavírus. E Kreling também confirma o retrospecto negativo no começo das medidas de isolamento social. “Quando estourou a pandemia tivemos perda de 30% de nossa receita recorrente”, comenta.

A queda vertiginosa no faturamento obrigou a empresa a adotar medidas de redução de gastos. A Pix passou por uma reestruturação, a qual inclui o desligamento de profissionais. “Tivemos que nos adaptar ao novo cenário, com redução de equipe”, recorda. No entanto, com a pandemia, vieram também novas oportunidades de negócio. Passado o choque inicial do novo cenário, a empresa teve um surpreendente crescimento de demanda e, entre março e novembro, faturou mais do que o dobro faturado durante todo o ano de 2019. “Nossa receita recorrente já superou o que havíamos previsto para 2020″, revela. 

O CEO atribui o bom desempenho a alguns fatores determinantes, dentre eles a necessidade que as organizações têm de manter a comunicação com seus times mesmo durante a pandemia – estando eles de maneira remota ou presencial. Cita que mesmo com a pandemia, a indústria, por exemplo, manteve suas equipes de produção atuantes, e era preciso estruturar formas de repassar as informações referentes à organização para esse público.

 Ele salienta que mesmo com outras ferramentas de comunicação, como e-mails, newsletter, intranet e mural de avisos, a TV corporativa é um canal eficaz no chamado “chão de fábrica”, onde o acesso à informação fica mais escasso – e até restrito em algumas situações. “Quem é que se comunica com esse público quando as demais equipes de RH e comunicação interna estão em home office? Daí ampliou-se a necessidade do RH manter uma comunicação remota com esse grupo, levando informações relevantes para a sua rotina de trabalho e a relação com a empresa por meio da tv corporativa”, observa.

Kreling aponta que outro fator que contribui para o crescimento nesse período, foi a consolidação da parceria com uma grande empresa de mídia Digital Out Of Home –  DOOH. Ele enfatiza que essa parceria já vinha sendo construída nos últimos anos, mas acabou sendo solidificada mesmo durante a pandemia. 

E como surgiu a empresa

A empresa foi fundada em 2013 por Renan Kreling juntamente com os sócios Karine Santos, Cássio Hoffmann, e Hugo Fabiano Ferreira Alves. Desde o começo de sua trajetória, o foco da empresa esteve em auxiliar as organizações a se comunicarem de maneira mais assertiva com seus colaboradores e clientes. 

Entre 2013 e 2017 o foco principal da empresa foi com trabalhos na área de publicidade digital indoor, sendo que naquele último ano, passou a seu formato atual, atuando com a mídia corporativa. A partir de 2018, a startup foi acelerada pela VENTIUR e desde então integra o Parque Tecnológico Feevale Techpark, da Universidade Feevale.

Atualmente a sede da empresa está localizada em Esteio, na região metropolitana de Porto Alegre/RS. No entanto, a Pix possui times remotos também em outras regiões do País, o que inclui Brasília e Minas Gerais. Entre seus principais clientes estão Unilever, Taurus, Vinícola Garibaldi, ADL Automotive, CenturyLink e Docile. 

 

Sistema iMídiaTV entrega conteúdos customizados às empresas 

Sobre o sistema o CEO explica que o iMídiaTV é um gerenciador de TV corporativa completo, o qual visa a facilitar o processo de comunicação. Por meio das telas fixadas nas empresas, a Pix entrega conteúdos customizados às necessidades de seus clientes. Esses displays exibem informações relevantes a respeito do cliente, além de notícias, previsão do tempo, indicadores financeiros, business intelligence e integrações com outras plataformas para automatização de conteúdos. 

Também são exibidos outros tipos de conteúdos, o que inclui entretenimento, esportes e variedades. São elaborados pelo marketing da empresa ainda conteúdos relacionados ao ambiente corporativo, o que inclui educação, boas práticas no trabalho, campanhas de conscientização, dentre outros

 

Reconhecimento do ecossistema de inovação

Em 2020 a empresa ficou em 12º lugar no Ranking 100 Open Startups e em 3º Lugar entre as Top 10 Startups HR Techs – plataforma internacional de maior impacto na conexão entre grandes empresas e startups. O ranking premia anualmente as startups que mais se destacaram no mercado corporativo e as empresas líderes mais engajadas no ecossistema de inovação. O Ranking 100 Open Startups tornou-se um dos grandes expoentes da imprensa nacional e é usado como referência por grandes empresas e investidores. A Pix ainda aparece na terceira colocação do ranking das startups mais atraentes do mercado em soluções para RH. 

Quer saber mais sobre a Pix? Então acesse o site ou siga a empresa nas redes sociais através do @pixmidia.

Compartilhamos propósitos
e resultados

Ventiur
Importantes
Fale Conosco

Email: contato@ventiur.net
Av. Unisinos, 950 / Sala 101
Tecnosinos – Unitec I
São Leopoldo/RS

© Copyright Ventiur – 2021 | Todos os direitos reservados

Aclamadas pela comunidade científica, as Deep Techs estão sob o mesmo guarda-chuva de empresas criadas a partir de disrupções em áreas como biotecnologia, engenharia e arquitetura de dados, genética, matemática, ciência da computação, robótica, química, física e tecnologias mais sofisticadas e profundas. São startups que propõem inovações significativas para enfrentar grandes problemas que afetam o mundo.

 

Por mais que tentar chegar a uma definição possa parecer um exercício bastante ousado, quando falamos de uma área de tamanho conhecimento e aplicação, negócios que se enquadram dentro deste conceito, tratamos de soluções com alto valor agregado, que irão impactar positivamente não só um grupo determinado específico de pessoas, mas que podem mudar o mundo.

 

Para fomentar ainda mais o setor e auxiliar nesse crescimento, o Delta Capital abriu inscrições para selecionar Deep Techs. A chamada inicia dia 22/11 e vai até 10/12, não perca tempo e inscreva-se aqui!

 

 Em breve conheceremos as iniciativas selecionadas.