OvinoPro desenvolve software para gestão de rebanho de ovinos

Share on linkedin
Share on facebook

Aumentar a produtividade, melhorar a gestão do rebanho de ovinos e reduzir eventuais perdas dos produtores rurais. Esse é o objetivo da OvinoPro, startup selecionada para receber aporte financeiro da VENTIUR por meio do Grupo de Investidores AgTech – iniciativa que contempla startups que apresentaram soluções inovadoras para o agronegócio. 

O diretor da empresa, Adriano Freitas, comentou que a solução oferece um software para a gestão do rebanho ovino,  o qual realiza toda a trajetória de vida do animal, desde seu nascimento até o abate. Através de um aplicativo para dispositivos móveis, o produtor tem acesso na tela de seu celular a todas as informações referentes aos seus animais, o que inclui escore corporal, cronograma de vacinas, reprodução, parição e cadastro animal.

A plataforma também disponibiliza relatórios de eficiência e ganho de peso, descarte e verminose, índices reprodutivos, histórico do ovino e uma visão geral do rebanho. O pecuarista ainda recebe, via plataforma, alertas de manejo dos ovinos. Como a plataforma é bastante intuitiva, para obter esses dados, o usuário deve apenas alimentar o sistema com as devidas informações. “Nosso aplicativo vem ajudando diversos ovinocultores a tomar as melhores decisões para aumentar produtividade de cordeiros”, destacou o diretor.

Ele observou que na maioria das propriedades, a gestão dos rebanhos ainda é feita de forma manual. “Ele (o produtor), faz tudo na caneta, anotando em papel os dados dos animais, para depois colocá-los na planilha, ficando mais suscetível ao erro”, argumentou. Mesmo que alguns pecuaristas utilizem planilhas eletrônicas, a maioria  não consegue interpretar as informações coletadas afetando sua gestão. “Como a OvinoPro, o produtor entrega as informações e o software faz a análise e a inteligência dos dados”, pontuou.

Produtores comemoram resultados positivos na gestão de rebanho de ovinos

Os produtores que utilizam o software de gestão de rebanho de ovinos OvinoPro, comemoram os resultados positivos gerados pela solução. O zootecnista Pedro Silva de Oliveira, destacou que no aplicativo a informação fica disponível de forma rápida e organizada, o que resulta em uma grande vantagem no momento em que ele precisa apresentar os dados de sua propriedade rural para os investidores. 

“Cuidar da produção com caderno de campo é difícil, consome muito tempo que não temos. Além disso, o controle individual é muito demorado. O aplicativo otimiza bem isso, economizando tempo, trazendo rapidez, e é muito fácil de usar”, destacou Oliveira. O administrador Carlos Oscar Guimarães, também ressaltou a funcionalidade do app na tomada de decisão. “ Estou mais seguro para fazer o acompanhamento do meu plantel e assim evoluir na atividade”, observou.

Pandemia impulsionou crescimento da empresa de gestão de rebanhos de ovinos

O diretor comentou que diferente de outros setores da economia brasileira, que foram severamente afetados pela crise econômica e sanitária desencadeada pela pandemia da Covid-19 em 2020, o agronegócio brasileiro está resistindo ao impacto e tem registrado franca expansão. O setor deve ser também um dos principais responsáveis pela retomada dos negócios no cenário pós pandemia. 

Segundo Freitas, essa situação também é bastante favorável para o segmento da ovinocultura. Dentro desse contexto, ele avalia que a pandemia e suas medidas restritivas de distanciamento social, impulsionaram a transformação digital no campo. Comentou que a necessidade de se restringir a circulação nos centros urbanos,  levou às pessoas a deixarem as cidades e procurarem refúgio no campo. Para Freitas, esse movimento fez com que os produtores rurais enxergassem a necessidade de dispensar um cuidado ainda maior com os seus rebanhos.

Dados do Radar Agtech Brasil indicam que Porto Alegre é a sexta cidade brasileira com mais agtechs (startups no setor do agronegócio) – no Brasil existem atualmente 1,6 mil agtechs. Em 2020, em meio à pandemia, empresas da área tiveram valorização de até 56% enquanto desenvolviam novas alternativas para o campo. 

Empresa planeja expansão para outras regiões do País

Os recursos financeiros que a empresa irá receber durante o processo de aceleração permitirão que a startup consiga implementar seu plano de expansão este ano, o que inclui a consolidação da plataforma e a expansão para outras regiões do País. Atualmente a startup está presente em 15 estados brasileiros, além de Paraguai e Chile, e conta com mais de três mil usuários da plataforma de gestão de rebanhos de ovinos. 

“Queremos explorar ainda mais o potencial da ovinocultura no Brasil e seus segmentos, em especial o da carne, ajudando os criadores a produzirem mais e com qualidade”, observou. Estimativa da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), indica que o consumo global de carne ovina deve crescer em média de 1,5% ao ano até 2023, o que se traduz em potenciais oportunidades para os produtores brasileiros.

Dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), indicam que o rebanho nacional de ovinos está na faixa de 18 milhões. A maior parte destes está concentrada nos estados do Nordeste, em especial na Bahia, e no Sul, principalmente no Rio Grande do Sul. De olho nesse mercado promissor, a OvinoPro planeja estruturar sua equipe de marketing e vendas, com a adição de novos profissionais. A intenção é atrair novos clientes para a plataforma de gestão de rebanho de ovinos.

E como surgiu a OvinoPro?

A OvinoPro surgiu em 2019, em Porto Alegre/RS. Naquela ocasião, Freitas, cuja família possui uma propriedade rural no interior do estado, teve um prejuízo com o rebanho de gado. Ao perceber que precisavam reverter esse quadro, eles contrataram uma consultoria técnica, pois tinham a intenção de diversificar a produção animal, incorporando a criação de ovinos em sua propriedade.

No entanto Freitas percebeu que não havia soluções disponíveis no mercado que pudessem atender as demandas do setor. Dessa maneira, ele identificou a oportunidade de oferecer um sistema de gestão completo para essa área. Com isso, o diretor, que é da área de tecnologia, desenvolveu a primeira versão da plataforma e passou a validá-la junto a produtores do setor. “Devido à resistência de muitos deles (os produtores) com a tecnologia, apresentei a versão inicial do app em um caderno mesmo, durante conversas na Expointer. Ouvi algumas sugestões de funcionalidades para incorporar na plataforma e passamos a trabalhar nos aprimoramentos”, recordou ele. 

Freitas ampliou a equipe, chamando outros dois sócios para se juntarem ao negócio – Eduardo Thiesen e  Silas Greca, oriundos das áreas de tecnologia e zootecnia, respectivamente. “A partir dos feedbacks, dos usuários, montamos nosso roadmap de produto e em cinco meses tínhamos o primeiro modelo do aplicativo, que já incluía novas etapas da jornada do usuário”, disse. 

Em maio, a OvinoPro foi uma das selecionadas para integrar o Celeiro Agro Hub – iniciativa que envolve o Parque Científico e Tecnológico da PUCRS (Tecnopuc), VENTIUR e a Anlab. O projeto tem como objetivo conectar produtores, fornecedores, cooperativas, startups, pesquisadores e investidores no setor do agronegócio, gerando oportunidades e conexões para diferentes atores da área e apoiando o crescimento do agronegócio no País. Já a  aceleração da VENTIUR também teve início no primeiro semestre do ano. Para saber mais sobre a empresa acesse o site ou siga a OvinoPro nas redes sociais pelo @ovinoproapp

Aceleração da VENTIUR deve consolidar modelo de negócio

Durante o período de aceleração da VENTIUR, a OvinoPro terá uma intensa agenda de atividades, a qual inclui uma série de bootcamps, reuniões de acompanhamento e eventos de capacitação com foco no desenvolvimento dos empreendedores e seu time. Tais atividades envolvem palestras para transferência de conhecimento e workshops com exercícios práticos.

Nestas oportunidades, serão trabalhadas temáticas como liderança, aspectos jurídicos, customer success, governança para startups, contabilidade, vendas, marketing digital, gestão, finanças, recursos humanos, canais de aquisição de clientes, desenvolvimento de produto, captação de recursos, dentre outros. Esse processo será acompanhado pela aceleradora e seus mentores, e também do gestor de aceleração, agregando conhecimento e experiência de mercado.

A VENTIUR é uma das principais aceleradoras de startups do Brasil e está sediada no polo tecnológico da Unisinos, o Tecnosinos, em São Leopoldo/RS. Quem tiver interesse em obter mais informações sobre os programas de aceleração e investimento em startups da VENTIUR, pode entrar em contato pelo email contato@ventiur.net.

Compartilhamos propósitos
e resultados

Ventiur
Importantes
Fale Conosco

Email: contato@ventiur.net
Av. Unisinos, 950 / Sala 101
Tecnosinos – Unitec I
São Leopoldo/RS

© Copyright Ventiur – 2021 | Todos os direitos reservados

Aclamadas pela comunidade científica, as Deep Techs estão sob o mesmo guarda-chuva de empresas criadas a partir de disrupções em áreas como biotecnologia, engenharia e arquitetura de dados, genética, matemática, ciência da computação, robótica, química, física e tecnologias mais sofisticadas e profundas. São startups que propõem inovações significativas para enfrentar grandes problemas que afetam o mundo.

 

Por mais que tentar chegar a uma definição possa parecer um exercício bastante ousado, quando falamos de uma área de tamanho conhecimento e aplicação, negócios que se enquadram dentro deste conceito, tratamos de soluções com alto valor agregado, que irão impactar positivamente não só um grupo determinado específico de pessoas, mas que podem mudar o mundo.

 

Para fomentar ainda mais o setor e auxiliar nesse crescimento, o Delta Capital abriu inscrições para selecionar Deep Techs. A chamada inicia dia 22/11 e vai até 10/12, não perca tempo e inscreva-se aqui!

 

 Em breve conheceremos as iniciativas selecionadas.