O sexto bootcamp da  etapa de aceleração do Programa BRDE Labs foi realizado na última quinta-feira, 24. O bate-papo online teve como temática Marketing, com o palestrante Rodrigo Rocha Guterres, Gerente de Marketing, Vendas e Relacionamento do Clínicas Sorrifácil. Guterres já foi gerente de Marketing da Unisinos, trabalhou na Intelig Telecom, é técnico em eletrônica, bacharel em administração e mestre em filosofia. Passou por diversas áreas: tecnologia, telecomunicações, educação, saúde, entre outras.

De acordo com ele, a pergunta principal para se responder no primeiro passo de qualquer plano de Marketing é: qual é o posicionamento de marketing da organização? Guterres destaca: “Antes de qualquer iniciativa, card, anúncio, impulsionamento, é muito importante definir qual é posicionamento do nosso negócio: quem é meu público-alvo? Isso determina um monte de coisas”. Ele utilizou o exemplo de uma cerveja artesanal premium: o próprio nome do produto já determina que terá um valor agregado, consequentemente mais caro. A distribuição terá que ser em mercados nobres, pois o produto é caro. “Ele precisa estar nos lugares onde o meu público se encontra. Se eu for fazer uma comunicação nas redes sociais, tenho que escolher uma faixa etária com renda maior, por exemplo”, explica Guterres.

E para realizar a conexão entre o plano e o posicionamento, o Gerente de Marketing garante que é importante definir estratégias, como as ferramentas que serão utilizadas. Ele trouxe dados que mostram que 94% das empresas escolheram Marketing Digital como estratégia de crescimento, enquanto 5%  não adotam marketing digital, e 1% tem algumas ações mas não tem uma estratégia definida. “O marketing digital não é mais uma escolha. É como disse Bill Gates em 2008 quando perguntaram pra ele se todas as empresas deveriam estar na internet. Ele respondeu que em 30 anos existiriam duas empresas, as que estão nas internet e as que não existem”, relembra.

O palestrante do bootcamp ainda expôs que o marketing digital tem vantagens em relação ao offline, mas tem complexidades. “Uma das vantagens é que eu consigo mensurar muito facilmente as ações que realizo. Mas, por outro lado, tenho dificuldade de descobrir a forma correta de abordar os clientes. O digital muda rapidamente, como toda tecnologia. Temos que estar muito atentos”, aconselha Guterres.

Ele ainda reforça que o desafio é transformar as ações de marketing em conversão: conseguir comunicar com os clientes de forma que o conteúdo gere sentido e significado para eles. “Mais do que isso, trabalhar como uma ferramenta de fidelização. O principal objetivo é converter em contatos e clientes”, sintetiza.

Participaram do evento representantes do BRDE, da VENTIUR, das três das universidades que integram a Aliança para Inovação – UFRGS, PUCRS e Unisinos e empreendedores das 12 startups selecionadas para a etapa de aceleração do Programa BRDE Labs: 2Metric, Agência Besouro, BioIn, DigiFarmz, Elysios, Essent Agro, Faba, Insumo Fácil, Palma Sistemas, Polvo Spot, Optim e Talos.

Assista ao bootcamp completo: