Leigado leva gestão inteligente do agronegócio para o setor leiteiro

Share on linkedin
Share on facebook

Trazer eficiência a gestão e aumentar a lucratividade da propriedade rural, em especial no setor leiteiro. Esse é o objetivo da solução criada pela Leigado – agtech acelerada pela VENTIUR, e que já atua em 23 estados brasileiros e em seis países na América Latina e na Europa.

O CEO da Leigado, Giandro Masson, comenta que atualmente cerca de 530 propriedades rurais no Brasil, e também em países como Paraguai, México, Costa Rica, Bolivia e Portugal, já utilizam o software de gestão desenvolvido pela empresa, que abrange toda a cadeia produtiva do leite, desde o pecuarista até o laticínio. A agtech, criada no Paraná há cinco anos, está de olho no mercado estrangeiro e prepara seu plano de expansão. 

Para executar essas ações de crescimento, a empresa captou uma nova rodada de investimento através da plataforma de financiamento coletivo (crowdfunding), Captable. “Realizamos a captação de R$ 700 mil por 10% do capital da empresa, pois queremos buscar novos mercados. Já estamos em contato com produtores rurais de outros países como Colômbia e Canadá que desejam utilizar nossa plataforma em suas propriedades”, revela Masson. E para atrair novos aportes financeiros, a agtech apresenta números que indicam a relevância para clientes e investidores. 

O CEO ressalta que a empresa mais que dobrou o seu faturamento desde o início de 2020, gerando valor e lucratividade para seus clientes através da inteligência de dados. “Temos clientes que já conseguiram aumentar em até 27% a produtividade de seus animais, apenas utilizando nosso sistema de gestão. Alguns [clientes] acreditam tanto no sistema, que até viraram investidores”, enfatiza Masson. 

 

Crescimento na pandemia 

Diferente de outros setores da economia brasileira, que foram severamente afetados pela pandemia da Covid-19 em 2020, o agronegócio brasileiro está resistindo ao impacto da crise sanitária e deve encerrar o ano em expansão. O setor deve ser também um dos principais responsáveis pela retomada dos negócios no cenário pós pandemia. 

O CEO da Leigado também confirma a situação favorável para o segmento do leite, em especial, e enfatiza que a Covid 19 impulsionou, de certa forma, a transformação digital no campo. “Com a pandemia muitos agricultores abriram os olhos para a necessidade de utilizar a tecnologia em suas propriedades. Eles eram céticos mesmo, mas agora perceberam que é preciso acompanhar as novas tendências tecnológicas para que tenham sucesso em seus negócios”, observa.

 

O sistema Leigado 

Masson explica que o sistema entrega a solução completa para a cadeia produtiva, desde o cadastro dos animais até a obtenção de relatórios, atuando no gerenciamento zootécnico e financeiro das propriedades leiteiras. “Somos a única plataforma no País que entrega a solução completa ao produtor, incluindo controle dos animais, de estoque, financeiro e nutricional”, ressalta.  Através da plataforma, que pode ser acessada tanto no celular, via aplicativo, quanto no computador, o pecuarista pode gerenciar rebanho, reprodução, produção, sanidade, estoque, finanças, nutrição e qualificação de produtores. 

Ao utilizar a ferramenta, o produtor recebe notificações diárias de todos os manejos que devem ser realizados em sua propriedade. No total são 12 tipos de notificações e mais de 35 relatórios que preparam o produtor para os próximos manejos e indicam a real situação da propriedade. Esse mapeamento permite que o pecuarista alcance a classificação de qualidade para entrega do produto, o que gera aumento nos lucros. Além disso, a coleta desses dados, serve como base para que os estabelecimentos coletores de leite possam realizar a rastreabilidade do produto. 

Para se ter uma ideia da funcionalidade da plataforma, ela permite, por exemplo, que o pecuarista tenha controle sobre o histórico e a genealogia dos animais, realize a separação por lote e pastagem, acompanhe o crescimento através da curva de pesagem e o ganho médio diário. “Oferecemos ao produtor a informação adequada para sua tomada de decisão, pois a produção leiteira é bem complexa e requer inúmeros cuidados. Qualquer descuido pode gerar um grande prejuízo”, salienta. Em algumas situações o prejuízo do produtor pode chegar a R$ 600,00 por animal quando não é feito o manejo adequado, “Isso daria para pagar várias mensalidades do nosso sistema”, brinca. 

Além do produtor, a solução contempla ainda outros atores da cadeia produtiva, o que inclui cooperativas, laticínios e consultores. Para cada um destes eixos a Leigado desenvolveu acesso à plataforma. No caso dos laticínios, por exemplo, a ferramenta auxilia os produtores a produzirem mais e com maior qualidade com base no Plano de Qualificação de Fornecedores de Leite – PQFL. Dados como volume de produção, projeções de entrega e preços podem ser consultados em tempo real. Mais de 10 mil propriedades e 130 mil animais já foram gerenciados com o sistema Leigado.

 

E como surgiu a empresa

A Leigado surgiu no final de 2015 na pequena cidade de Dois Vizinhos, interior do Paraná. A ideia de montar a empresa partiu do próprio Masson, que percebeu a dificuldade de familiares, ligados à produção leiteira, em realizar a gestão de suas propriedades. Segundo ele, faltavam dados que permitissem a tomada de decisões assertivas para a manutenção do negócio e estratégias para o aumento da lucratividade.

A partir do enfrentamento dessa dificuldade, o CEO lembra que começou a desenvolver o sistema. Graduado em Sistemas de Informação e com pós-graduação em Design Centrado no Usuário, Masson deu início à fase de testes da ferramenta. E no seguinte finalizou o primeiro Produto Mínimo Viável (MVP). A solução foi colocada em 15 propriedades rurais daquela região mesmo, inicialmente em fase de testes, e ganhou rapidamente vários adeptos. “O modelo deu certo, em especial, pela sua funcionalidade, e foi aprovado pelos clientes”, recorda o CEO. 

Ainda em 2016, a Leigado recebeu seu primeiro investimento anjo, o que permitiu a empresa contratar um desenvolvedor para estruturar novas soluções. A partir da então, foi montado um novo plano para prospecção de novos clientes, com a ampliação de investimentos em estratégias de marketing e vendas. 

 

Aplicativo facilita coleta de dados

Os aportes financeiros permitiram a expansão da empresa, que em 2018 lançou seu aplicativo. Masson destaca que o aplicativo, o qual está integrado com a solução web, é funcional e intuitivo, podendo ser utilizado por qualquer pessoa, o que permite a inclusão de todos os colaboradores da propriedade na coleta dos dados. No ano passado a Leigado ampliou ainda mais seu número de clientes e as regiões de atuação. Foi também em 2020 que a empresa recebeu a aceleração e o aporte financeiro da VENTIUR. 

Por último, Masson fala do propósito da empresa, que busca transformar a pecuária de leite através da tecnologia e tornar o Brasil o maior produtor mundial de leite – atualmente o País está na terceira posição do ranking mundial dessa indústria que é bilionária. “Nossa filosofia é garantir a lucratividade, preparar a sucessão familiar e transformar o Brasil no maior produtor de leite do planeta”, finaliza. O leite está entre os seis primeiros produtos mais importantes da agropecuária brasileira, com produção em torno de 33,6 bilhões de litros anuais.

 

Produtores comemoram resultados com uso da plataforma

Os produtores de leite que utilizam o software da Leigado comemoram os resultados positivos gerados pela solução. O pecuarista Marcelo Gonçalves Rahal, da Fazenda Santo Antônio, de Piracaia, interior de São Paulo, é um dos clientes que utiliza a ferramenta na gestão de seu negócio. 

Entre os benefícios do aplicativo, ele cita o “ambiente agradável e de fácil manuseio”. Salienta que o software é um importante aliado nas rotinas diárias da propriedade, como o manejo do rebanho e o controle nutricional do animal. “Estou bem satisfeito com o app. No meu entendimento ele é bem completo e permite registrar todas as informações dos animais, o que nos ajuda a aumentar os resultados da atividade leitera”, observa o pecuarista. 

Além do planejamento, a ferramenta dispõe de um módulo de gestão financeira. Essa funcionalidade permite que o produtor visualize de forma clara e precisa, seus gastos, e indica formas de redução custos. Também é possível emitir notas fiscais eletrônicas pelo aplicativo. Fatores como esse contribuem também para a melhoria na a qualidade de vida do animal e do leite.

 

Para saber mais sobre a empresa acesse o site https://www.leigado.com.br ou nas redes sociais pelo instagram @Leigado

Compartilhamos propósitos
e resultados

Ventiur
Importantes
Fale Conosco

Email: contato@ventiur.net
Av. Unisinos, 950 / Sala 101
Tecnosinos – Unitec I
São Leopoldo/RS

© Copyright Ventiur – 2021 | Todos os direitos reservados