Gestão para lucratividade é o tema do oitavo bootcamp BRDE Labs

Share on linkedin
Share on facebook

No dia 8 de outubro o Programa BRDE Labs teve seu oitavo bootcamp, desta vez a temática foi “Gestão para a Lucratividade”, um tema de grande importância para qualquer Startup que as aceleradas do programa e outros convidados puderam acompanhar. O convidado da semana foi Diego Marconatto, professor na Unisinos com pós doutorado internacional e Sócio da ABC negócios.

Diego escreveu “O Livro do Lucro” e usa a sua pesquisa e experiência para desmistificar algumas ditas regras e leis do sucesso financeiro e ajudar empreendedores a atingir “um fluxo de caixa positivo, crescente e previsível”, conforme disse. Além disso, ele aponta a importância do estudo e experiência para os profissionais de startups, bem como mostra que as principais capacidades exigidas de tais negócios são: saber ler o mercado e desenvolver um modelo de negócio “escalável e repetitivo e lucrativo”. Mesmo startups com tecnologias muito sólidas podem não atingir seu potencial se não tiverem um foco comercial, segundo Marconatto.

Todo negócio se baseia em 5 pilares principais: Produtos e Serviços, Dinheiro, Lucro, Pessoas e Investimentos. A forma com que cada empresa arranja estes pilares e faz a sua gestão é fundamental para o sucesso de cada iniciativa. Além de discutir como cada um destes aspectos dos negócios deve ser trabalhado, Diego também aponta que todo negócio precisa desempenhar três papeis principais: o executor, o empreendedor e o gestor. Através destas funções, a startup precisa alinhar o cliente, o produto e o negócio.

Ao final, foi realizado um bate papo para que todos pudessem esclarecer dúvidas, discutir assuntos importantes com relação à gestão para a lucratividade e poder ouvir um pouco mais sobre o assunto na perspectiva do professor.

O bootcamp contou com a presença das 12 startups selecionadas para a etapa de aceleração do Programa BRDE Labs: 2Metric, Agência Besouro, BioIn, DigiFarmz, Elysios, Essent Agro, Faba, Insumo Fácil, Palma Sistemas, Polvo Spot, Optim e Talos, bem como representantes do BRDE, da VENTIUR, das três das universidades que integram a Aliança para Inovação – UFRGS, PUCRS e Unisinos.

Assista ao bootcamp completo:

Compartilhamos propósitos
e resultados

Ventiur
Importantes
Fale Conosco

Email: contato@ventiur.net
Av. Unisinos, 950 / Sala 101
Tecnosinos – Unitec I
São Leopoldo/RS

© Copyright Ventiur – 2021 | Todos os direitos reservados

Aclamadas pela comunidade científica, as Deep Techs estão sob o mesmo guarda-chuva de empresas criadas a partir de disrupções em áreas como biotecnologia, engenharia e arquitetura de dados, genética, matemática, ciência da computação, robótica, química, física e tecnologias mais sofisticadas e profundas. São startups que propõem inovações significativas para enfrentar grandes problemas que afetam o mundo.

 

Por mais que tentar chegar a uma definição possa parecer um exercício bastante ousado, quando falamos de uma área de tamanho conhecimento e aplicação, negócios que se enquadram dentro deste conceito, tratamos de soluções com alto valor agregado, que irão impactar positivamente não só um grupo determinado específico de pessoas, mas que podem mudar o mundo.

 

Para fomentar ainda mais o setor e auxiliar nesse crescimento, o Delta Capital abriu inscrições para selecionar Deep Techs. A chamada inicia dia 22/11 e vai até 10/12, não perca tempo e inscreva-se aqui!

 

 Em breve conheceremos as iniciativas selecionadas.